7.2.07

Prólogo - Parte 04

Once Upon a Time in New Mexico 04/10




Mesmo sem o rapaz aparentemente demonstrar muito interesse, Constancia se pós a falar. “Steve” foi obrigado a ouvir contos que remontavam o passado distante da família Cortez, desde o velho Hernan, o patriarca da família, que a dezenas de anos atrás partia da “Ciudad de Obregon” em uma jornada em busca de sucesso e realização rumo a América Norte, passando pela construção do El Rancho, até a triste e derradeira história da perda de seu marido e filho. Ao terminar seu relato, o semblante do rapaz encontrava-se perdido e distante, assim como seus pensamentos.

Desencadeadas pelas palavras da velha senhora, mil imagens atravessaram a mente de “Steve”. Mais uma vez ele presenciou um turbilhão de acontecimentos que pertenciam a um passado não muito distante, o qual ele exalstivamente tentava esquecer. Visões estas que o atormentavam todas as noites ao se deitar. Lembranças que o impeliam a partir a cada manhã para cada vez mais longe de pessoas que ele amava, de pessoas que faziam parte de sua vida e lhe faziam bem, longe de pessoas boas como Constancia. Uma fusão de sentimentos distintos como amor, saudade, culpa, raiva e arrependimento invadiram seu ser, mas antes que estes o dominassem ele os conteve. Então tão rápido quanto entrou neste universo de recordações, “Steve” despertou. Imediatamente se levantou olhando através da vidraça, como se estivesse procurando por alguém lá fora. Passou a mão sobre a alça de sua mochila e colocou-a sobre seu ombro esquerdo – “Obrigado pela hospitalidade” - disse o garoto olhando friamente para ela. Sem dar vazão a qualquer questionamento da senhora, virou-se seguindo em direção a saída. Constancia ficou atônita, sem entender absolutamente nada enquanto o viu passar pela porta.

Ao sair do estabelecimento, a brisa da noite lhe trouxe um aroma familiar, mas de certa forma desconhecido. Um arrepio gelado percorreu toda a extensão de sua espinha. Atento, olhou ao seu redor, em meio a escuridão da estrada. Até onde seus olhos alcançavam, nada se movia. Mas uma vez tudo estava quieto. Quieto demais. E ele mais do que ninguém sabia que isso não era nada bom. Parado em frente a porta, cada vez mais forte ele sentia uma sensação claustrofóbica o envolvendo, como se estivesse sendo cercado. Era como se a própria escuridão o abraçasse. Por instinto, deu um passo para trás e tocou a maçaneta da porta. Sem tirar os olhos da estrada, voltou para dentro do “saloon”.

Foi quando um agudíssimo e dolorido som estridente ecoou pelo bar. “Steve”, assim como todos ali dentro, levou imediatamente as mãos sobre os ouvidos, mas o timbre era tão alto, que seus tímpanos estavam o ponto de explodir. Os segundos que se passaram pareceram uma eternidade pela intensidade e dor causadas pelo barulho.

Ainda desnorteado, o rapaz tentou se recompor o mais rápido que pode. Seus ouvidos ainda zumbiam quando em fim seus sentidos entraram em sintonia, a visão era de selvageria generalizada. Um verdadeiro campo de guerra estava formado, onde motoqueiros e caminhoneiros se degladiavam ferozmente, distribuindo socos e pontapés em quem aparecesse pela frente. Confuso, “Steve” levou alguns segundos para assimilar o que “raios” havia acontecido ali.
Haviam copos e garrafas cruzando o salão, cadeiras e mesas sendo usadas como armas. O caos estava completamente formado e as coisas pareciam que não poderiam ficar piores...

Até que se ouviu um tiro...

7 comentários:

zgq1984 disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Gabriel disse...

porra fio....ta otimo essa parada....continua sentando a pua ai veio...T+

Gabriel disse...

porra fio....ta otimo essa parada....continua sentando a pua ai veio...T+

Brunaum! disse...

Aweeee pride.

Ta manero mesmo cara.

Não sei se mi dedico a criar um novo persona pra jogar ocm vc no Apocalipse ou se termino de ler forsaken pra aprender logo essa bagaça!!!!

vo acompanha issu aki hein!!!!

abs!!!

Brunaum disse...

caraio....

vo ter q ler todo dia issu!¬¬

poe a historia inteira.haha to curioso poha!!!!

abras pride!!

ta cabuloso.

Klaus Ollendorf disse...

Esses nossos fãns... tsc,tsc...

Brunaum disse...

eae irmao..
cade o de sexta feira?!!?!

cheguei do trampo e dei com os burrus n´agua!=p

Fmz...vo la joga apocalipse!haha

abras!

POST POPULARES